Não adianta “TER” se você não souber “SER”

Tempo de leitura: 3 minutos

Olá amores!
Quem aqui não ama abrir aquele presente(embrulho) que acabou
de receber? Quem não ama abrir aquela caixa de sapato novo? Ou comprar aquela
blusa que você tanto queria? Todos aqui amam comprar e receber coisas/presentes
novos. Não é mesmo?
Mas, quando paramos para observar o nosso comportamento isso
logo passa. Temos aquela euforia em ganhar ou comprar coisas novas e vem aquela
sensação de felicidade. Mas, é momentâneo. A novidade passa rápido, quase da
mesma maneira que chegou. Aquele momento da emoção logo acaba e tudo volta a ser
como era antes.
A medida que ganhamos mais dinheiro queremos mais coisas,
queremos comprar mais, sair mais, o padrão de vida muda quando o nosso salário
muda também. Todos sabem disso.
Qual o sentido que essas coisas trazem para sua vida? Qual o
objetivo de ter tantas coisas materiais? Isso muda sua auto estima? Muda sua
maneira de se relacionar com algumas pessoas?
“TER” determinadas coisas te faz sentir superior?
Eu na fase da adolescência passei boa parte do tempo morando
na casa de uma tia, pois a minha mãe foi morar na casa de minha avó, pois ela
estava muito doente e como a minha mãe não trabalhava fora ela ficou
responsável por cuidar de minha avó. Sendo que, eu tinha total liberdade para
comer o que eu quisesse lá e da família toda (parte de mãe) era a casa que eu
me sentia mais à vontade para ficar pois, eu sabia que podia comer tudo o que
tivesse lá sem distinção de pessoas, já em outros lugares se eu ficasse saberia
que seria diferente.
Mas, voltando ao assunto… Lá eu convivia com mais
pessoas mais ou menos da mesma faixa etária que eu e essas pessoas tinham
muitas coisas, muitas roupas e saíam para muitos lugares enquanto eu ficava lá
dentro de casa por não ter a mesma condição financeira dessas pessoas. Eu
ficava muito frustrada e não queria que isso continuasse, era uma desigualdade
social muito grande e eu acabava ficando “reservada” por não poder acompanhar o
estilo de vida que os outros viviam, até que chegou um momento que eu peguei
minhas coisas e vim para casa (eu era bem novinha) pois, falei que não ficaria
mais na casa de ninguém, então eu passava o dia em casa e a noite eu dormia na
casa de uma vizinha (agradeço demais a ela por ter me acolhido em sua casa por
muito tempo dormindo lá rs).
Com o passar do tempo eu fui vendo que “TER”
muitas roupas no guarda roupa, sair para todos os lugares possíveis, ter um par
de sapatos para cada ocasião não é primordial em nossa vida. Não importa a
quantidade de coisas que você acumula na sua casa, no seu guarda roupa o mais
importante é saber que existe outras pessoas que precisam mais do que você. É
saber que “SER” é melhor do que “ter”.

“Menos vaidade, mais prazer!”

O mais importante é não acumular espaço dentro de si, coisas
superfluas que com o tempo se tornam lixo e que não agregam aquele valor que
você precisa.
Ficamos tão ansiosos em ter o carro do ano, a casa mais
arrumada, ter muitos móveis e esquecemos que não é isso que nos faz feliz. Pois,
quando compramos ou ganhamos algo vem aquela emoção mas, que daqui a pouco
passa.
Nada que compramos nos dará felicidade verdadeira, o que realmente nos fará felizes é o que não podemos comprar. O que fica são os bons momentos que vivemos e passamos juntos de quem amamos.
Não adianta “TER”muitas coisas se você não souber “SER”.
E para você, o que é mais importante e o que de simples te faz feliz? te faz aqbrir aquele sorriso e alegra seu coração.
Deixe aqui nos comentários que eu vou gostar de saber.
Beijos e até mais!

 

66 Comentários

    1. Vanessa Ferreira

      Olá minha linda, é verdade. Acumular objetos não nos leva a lugar nenhum.
      É melhor ser do que ter. Sempre comprei muitos livros mas, sempre acabo de ler um para comprar outro.
      Beijocas.

      Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Minha linda é verdade, ficar ansiosa nos impede de aproveitar ótimos momentos que estão a nossa volta. Temos que treinar nossa mente e viver o hoje.
      Beijocas.

      Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá minha linda, você disse tudo. O que temos de mais precioso é nossa essência, a maneira que escolhemos viver é que faz toda diferença.
      Beijocas.

      Responder

  1. Com certeza, o "ter" te traz só uma alegria momentânea e o "ser" te completa pra sempre. Sendo sincera, eu sou muito mais regida pelo "ter", e sim sei que não deveria ser assim. Mas é tão mais fácil 🙁 Acho que uma vez que a gente se desprende das coisas materiais a vida fica muito melhor 🙂

    Beijos
    http://tipsnconfessions.blogspot.com

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá lindona, é verdade. Se conseguimos viver da nossa essência e do que temos necessidade seremos mais felizes. Mas, muitas vezes o “ter” toma conta. Porém, tem solução rs
      Beijocas.

      Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá minha linda, é verdade perdemos muitos momento maravilhosos por não agir da forma correta, por não aproveitar o momento e as pessoas ao nosso redor.
      Beijocas.

      Responder

  2. Adorei a reflexão, Vanessa! Gosto de ter comprar e ter coisas novas? Gosto! Mas não dá para consumir desenfreadamente… Como você disse, o que é mais importante é o que somos 🙂 E, bom, no meu caso eu prefiro guardar o suado dinheiro para viajar e ter novas experiências, que só agregam a quem eu sou! 😀

    Um beijo! ♥
    http://www.daniquedisse.com.br

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Minha linda você disse tudo. Também amo guardar o dinheiro tão suado para conseguir para viajar e agregar valor ao que somos, além disso é algo que me faz mais feliz do que comprar coisas novas.
      Beijocas.

      Responder

  3. Amei seu post, tem várias coleguinhas minhas que precisam ler seu post viu? Porque se acham só por ter poder aquisitivo e serem esnobes, mas eu acredito que a essência da vida não é só isso.
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Verdade Leide, a essência é muito mais que isso. Ter é algo do momento, a euforia passa e você só fica feliz se comprar outra coisa nova e isso vai desenfreando o consumismo, que no final acaba com a gente e o nosso bolso.
      Ser é melhor que ter.
      Beijocas.

      Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá minha linda, é verdade ter não é tudo. Podemos ser bem mais felizes desapegando e vivendo o que realmente importa.
      Beijocas.

      Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá minha linda, é verdade. O melhor é ter essas coisas que falaste, são as coisas que precisamos.
      Beijocas.

      Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá minha linda, fico feliz em saber que gostou. Temos que a cada dia treinar a nossa mente para viver melhor.
      Beijocas.

      Responder
    1. Vanessa Ferreira

      É verdade lindona, quanto mais temos mais queremos. Quanto mais ganhamos, mais gastamos. Temos que treinar e moldar a nossa mente para saber o que realmente é importante.
      Beijocas.

      Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Ju minha linda, é verdade. Aprendemos muito com a vida e com nossas experiências. De certa forma isso nos ajuda a saber que ter muito não é tão importante.
      Beijocas.

      Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá minha linda, antes ser do que ter. Vamos nos amar e viver e saber apreciar os momentos, pois uma hora não teremos mais isso.
      Beijocas.

      Responder

  4. Eu amei esse texto,pois, ele fala bem certo o que muitas pessoas são. Muitas se vangloriam por terem dinheiro,mas esquecem que são srrogantes com os demais. Essa história de ser e ter é bem real.

    E a parte que você fala sobre não ser tão vaidoso e ter mais prazer é maravilhoso. Eu aprendi isso quando casei, aprendi que as coisas pequenas são as que me deixam mais felizes, eu não preciso ter uma vida de princesa,basta eu ser amada.

    Amei

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá Ione, estou encantada com o seu comentário. Concordo com cada palavra!! Você conseguiu expressar tudo <3
      Beijocas.

      Responder

  5. Você tem toda razão. O que importa é o que você é, afinal aquilo que você tem uma hora acaba, se desfaz e ai o que sobra é o que somos né?
    Amei o texto, parabéns pela reflexão.
    Beijos

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá! Fico muito feliz que tenha gostado do texto. O que temos vai embora, o que fica é o que somos, gostei das palavras.
      Beijocas.

      Responder
  6. Adriane Melo

    Adorei sua reflexão, eu sempre pensei assim e penso até hoje, de nada vale ter tantos bens materiais se você não sabouber ser uma boa pessoa.

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá! É verdade, os bens se vão. Temos sempre que ser melhores a cada dia.
      Beijocas.

      Responder

  7. Vanessa que reflexão maravilhosa, ganhar coisas é muito bom mesmo, o que não podemos é deixar que essas coisas venha influenciar a nossa vida ser em primeiro lugar em nós. Vamos colocar nós sempre em primeiro lugar, as outras coisas fica pra depois.

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá! Fico muito feliz que tenha gostado, é verdade. Não podemos deixar que as coisas materiais venham antes de nós, do nosso eu e do nosso bem estar.
      Beijocas.

      Responder

  8. Teu texto me chamou a atenção desde o título e a medida que fui lendo, fui relembrando os motivos que me levaram a decidir por ter um estilo de vida mais minimalista. E não me arrependo de ter feito essa escolha. Dar valor ao que tem valor é a chave. Parabéns pelo excelente e bem elaborado post.

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá Ane! Fico mega feliz que tenha gostado. estilo minimalista é demais, é algo que eu admiro e se pudesse passaria isso para outras pessoas. isso torna que fiquemos mais desapegados do que não é tão importante.
      Beijocas.

      Responder

  9. Sua reflexão, foi bem colocada
    e me levou a pensar muitas coisas
    a ser mais grata pelas coisas simples
    e não sei pq sempre queremos mais ,se o que já temos nos bastou até aquele momento

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá! Fico muito feliz que tenha gostado da reflexão. Muitas vezes as coisas mais simples que estão bem perto de nós é o que nos faz feliz e acabamos esquecendo por tentar conseguir coisas bem maiores que ocupam todo o nosso tempo.
      Beijocas.

      Responder
  10. Joana D'arc

    Oi!!
    Excelente reflexão…..
    Hoje em nossa sociedade muitos querem e esquecem do ser. Infelizmente!!
    Bjo

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá! Fico muito feliz que tenha gostado, a sociedade foca em propagandas e mostra que se as pessoas adquirirem determinado produto a vida muda completamente e não é bem assim rs
      Temos que refletir no que é realmente importante.
      Beijocas.

      Responder

  11. Vou concordar com você, é muito melhor ser, ter gente que a gente ama por perto ter as coisas que a gente ama . E não comprar/ter por status.
    O ser é um amor próprio que explode para fora.

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá! É verdade, tem pessoas que estão perto de nós pelo que temos e para que elas sejam beneficiadas de alguma forma. Um dos muitos motivos para analisarmos a importância de ser em vez de ter.
      Beijocas.

      Responder

  12. Nossa que texto profundo, nos faz olhar para dentro de nós e nos reavaliarmos. Algumas sensações são realmente passageiras e não nos acrescentam mais do que um simples momento. Ótima reflexão, parabéns!
    Bjos

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá! Olhar para dentro e ver o que realmente nos faz bem é o que precisamos fazer. Concordo que tem muitas coisas que nos trás uma certa euforia, uma “felicidade” passageira mas, se refletirmos sabemos que aquilo não nos acrescenta muito e que muitas vezes nem precisávamos de determinada coisa. Fico muito feliz em saber que gostou.
      Beijocas.

      Responder

  13. depois da maternidade, mudei bastante meus pontos de vista, e acho que hoje sou mais do que tenho e me sinto muito melhor ser assim!

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Marta minha linda, fico muito feliz em saber um pouco da sua experiência.
      Beijocas.

      Responder

  14. Nossa, gostei muito do post. Muito tocante! Só li verdades, convivo com pessoas que tem muito e estão sempre infelizes, e, por outro lado, convivo com pessoas que tem tão pouco, e um lindo brilho no olhar! Isso é mágico.

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá Renata, sei bem como é isso. Isso que você escreveu mostra como o que somos é bem mais importante, isso sim tem valor. A felicidade está em nós e não no que temos.
      Beijocas.

      Responder

  15. Que ótima sua reflexão. Realmente, o importante nessa vida é ser, viver para juntar coisas não leva a lugar nenhum, apenas ficar com coisas acumuladas e sem uso em casa. Antes, eu acumulava muitas coias que nem chegava a usar: livros, canetas, maquiagem.. hoje estou me vigiando para ter apenas o necessário.

    Abraços

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá Bia, fico feliz que fica se vigiando, isso é bom demais para o bolso rs e para nossa mente, ficar com o necessário e o que é importante e útil é o que precisamos para sermos felizes e não cumularmos nada.
      Beijocas.

      Responder

  16. Texto muito verdadeiro. Fica a reflexão. Confesso que a vontade de mandar para algubs conhecidos é imensa hahahaha teu texto é im exemplo perfeito do que porque vivo da forma qie vivo. E desde que decidi, tenho sido mais feliz. BEIJOS e parabéns pell texto. Tá bacanerrimo!

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá Poly, fiquei mega feliz ao ler seu comentário. Concordo que muitas pessoas deveriam ler rsrsrsrsr
      Quando conseguimos parar e pensar o que é importante para nós e o que realnmete nos faz feliz conseguimos colocar cada coisa em seu lugar e viver de uma maneira que o necessário nos basta e nos faz bem.
      Beijocas.

      Responder

  17. Ótima reflexão, hoje com todas as mídias voltadas para o consumo fica cada vez mais difícil controlar essa compulsão exacerbada na qual estamos inseridos. É importante esse tipo de auto-questionamento. Muito bom o seu texto, beijos!

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá! Fico muito feliz que tenha gostado, concordo com você. Hoje nas mídias focam demais o consumismo e se não tivermos cuidado acabamos ficando obcecados em comprar. Amei o comentário <3
      Beijocas.

      Responder
  18. Erica Oliveira

    Desculpa mas eu discordo em partes do texto, eu acho importante ter também, mas precisamos balancear entre os dois, quando eu fico desempregada e não tenho dinheiro para nada, fico triste e mega infeliz por não poder fazer nada, eu posso ser várias coisas mas ainda assim preciso ter para a felicidade ser completa. Mas acho que isso vai muito de como as pessoas enxergam a vida 🙂

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá Erica, tudo bem? Eu mostrei no texto a importância que ser é melhor do que ter.
      Mas, nesse caso de ficar desempregada é bem diferente. Não disse no texto que ninguém precisa passar necessidade, quis mostrar que precisamos ter o suficiente que nos faça feliz e isso não significa que precisamos ficar acumulando coisas desnecessárias.
      Beijocas.

      Responder
  19. Alice Martins

    Oi Vanessa, tudo bem?

    Seu texto nos traz uma grande reflexão, é algo que as pessoas deveriam pensar mais a respeito e procurara seguir. Vejo tantas pessoas querendo ter algo, mas esquecendo de serem, serem pessoas do bem e com coisas boas para mostrar ao mundo. Adorei a sua reflexão. Excelente post!

    Beijos!

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá Alice! Fico muito feliz que tenha gostado do texto, é muito importante as pessoas realmente entenderem que a vida em si é bem mais importante que bens materiais. Isso é o que realmente importa, porque um dia tudo fica e nós vamos embora. Amei o comentário.
      Beijocas.

      Responder

  20. Oi, tudo bem? Acredito que devemos ter um equilíbrio. Afinal quem não quer comprar uma casa, ter conforto, poder viajar sempre que quiser, ter roupas melhores, etc? Mesmo alcançando tudo isso é importante ter os pés no chão e a certeza de quem somos de verdade. Gostei muito da reflexão. Beijos, Érika =^.^=

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá Erika! Fico muito feliz que tenha gostado da reflexão, é muito importante manter o equilíbrio, super concordo com você. Saber que podemos ter coisas boas sem esbanjar e saber que necessitamos de uma qualidade de vida boa, o que não quer dizer que precisamos esquecer de nós mesmos e focar em trabalhar a vida toda ara tentar conseguir bens materiais. Amei o comentário <3
      Beijocas.

      Responder

  21. Adorei o post!
    As vezes perdemos a noção do quanto é importante ser, estamos sempre tão preocupados em ter que esquecemos do que importa.

    Responder
    1. Vanessa Ferreira

      Olá! É verdade, muitas vezes se esquece o que é realmente mais importante.
      Beijocas.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *